Apreciações de um Nabo

SegundoMuelle - O melhor ceviche de Lisboa?

14:24:00

O Segundo Muelle, já é, à muito tempo um dos restaurantes mais falados de ceviche.
A cultura Peruana, no que toca a produtos, combinações e apresentação, está bem explicita e de cores bem vivas.
Agora com o calor que se sente em Lisboa, nada melhor que um cocktail refrescante pós-laboral. Happy Hour meus amigos. Sim, eles têm Happy Hour. E diga-se de passagem que é o melhor Pisco sour de pepino que já bebi.
Conversa passa conversa, Zomato Gold na porta e deixamo-nos nas mãos do chef para um menu com o que de melhor esta casa tem para nos oferecer:

Menu

Piqueo Tres Cebiches
Piqueo influencias
Cebiche Nikkei
Risotto quinua
Risotto de Camarones


Ambiente descontraído, com algum requinte. Mesas espaçosas, organização do bar e cozinha muito adequada e atendimento muito bom.
No que toca à comida, como já vos tinha dito, deixamos-nos ir nas mãos do chef e começamos por uma trilogia de ceviches (Piqueo Tres Cebihes) e 3 pedaços de influencias do Peru (Piqueo influencias) com um causa, um ceviche e um tartar de salmão.
No que toca à trilogia, todos os ceviches estavam óptimos, todos acompanhamos com mote cozido (milho branco) e emulsões cítricas, muito bem trabalhadas.
No outro extremo da mesa, com uma causa, simples mas homogénea de sabor e um tartaro de salmão, muito bem trabalhado e fresco.



O Cebiche Nikkei, foi uma história ainda mais agradável. Apenas com o facto do mote salteado em manteiga noisette, já valer a pena, toda a apresentação e frescura dos produtos era fantástica. Foi eleito sem dúvida o melhor ceviche da carta!


A finalizar, dois pratos completos (Risotto quinua ,Risotto de Camarones), com imenso gosto e mais uma vez qualidade de produto. o Risotto Quinua, destaca-se pela cremosidade da quinoa e um lombo de vaca muito bem cozinhado. Para muitos foi o exlibris, avisado previamente pelo chef.
A experiência encheu-me as medidas e a noticia de Happy Hour todos os dias com aqueles Pisco Sour, deixou-me ainda mais feliz e com vontade de voltar.




Segundo Muelle Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

promoção

Zomato Gold tem novidades!

14:50:00

Já não há desculpas para não passares mais tempo com os teus amigos! 



Já sabes que sempre que fores beber um copo e usares o teu Zomato em parceiros de bebidas, tens acesso a duas bebidas de oferta (iguais às que pediste). O teu plano Zomato Gold, continua a dar-te acesso aos parceiros de comida, onde tens a oferta de um prato em cada visita. 

Ou seja, tudo como antes:

ZOMATO GOLD [TUTORIAL]

Mas agora com bebidas incluidas!
O que era bom tornou-se ainda melhor (agora com mais de 1000 restaurantes).
Para poderes beneficiar de um desconto de 25% na tua subscrição aproveita o meu código, como promotion code : NABOGO







Eventos

Tavira, os Dias do Vinho

15:02:00

Nos dias 13, 14 e 15 de julho, reúnem-se no sul de Portugal mais de 30 produtores de vinhos e ainda cervejas artesanais, outros sabores e iguarias regionais. “Tavira, os Dias do Vinho”.
Parceria entre Cegos por ProvasRota dos Vinhos do Algarve e colaboração da Câmara Municipal de Tavira, fará este ano um dos melhores eventos Vinicos no Sul do País.


O evento “Tavira, os Dias do Vinho” acontece em localização privilegiada, na Rua do Cais e Mercado da Ribeira, junto ao Jardim do Coreto e da Ponte Antiga sobre o rio Gilão. Serão três dias de puro elogio aos cinco sentidos, entre provas e degustações. O certame começa sempre às 18h00, sexta e sábado termina às 24h00 e no domingo às 23h00.

Entre mais de 200 de inúmeros produtores distintos, estão confirmados:

Região dos Vinhos Verdes: Quinta de Lourosa; Quinta de Paços e Casa do Capitão-Mor; Quinta da Ponte de São Veríssimo; Casa do Barroso; António Futuro e Quinta da Samoça.
Trás-os-Montes: Casa do Joa e Mont’Alegre.
Douro: R4 Vinhos; Cizeron Wines (e seus vinhos da Nova Zelândia); Vasques de Carvalho; Cortes do Tua; Coimbra de Mattos; Vila Rachel, Ariso e Muxagat.
Beira Interior: Quinta do Cardo.
Lisboa: Quinta de Pancas; Quinta do Cerrado da Porta e Quinta dos Plátanos.
Alentejo: Herdade da Anta de Cima; LCPS – Aguardente; Morais Rocha; Joaquim Arnaud e Tiago Cabaço.
Algarve: Marchalégua; Quinta do Canhoto; Única – Adega Cooperativa do Algarve; Herdade dos Pimentéis e Quinta da Penina.
Outros produtores com vinhos em várias regiões: FAP Wines – Giroflé; Casa Santos Lima.
Produtos Regionais: Ti Marquinhas (doçaria regional); Sabores Algarvios (tapas); Alecrim (tapas de Estremoz); Fundação Irene Rolo; Dos Santos (cerveja artesanal); Moura (cerveja artesanal) e G’Vine Experience by Miúda da Alcofa.


A pulseira de acesso ao evento, estará disponível à entrada. Participar no “Tavira, os Dias do Vinho” terá um custo de cinco euros por pessoa e por dia, sendo que a entrada inclui a oferta de um copo Riedel.


Eventos

Festa Branca - White Wine Party

15:46:00

A terceira edição da Festa Branca, realiza-se no dia 14 de julho, no Hotel do Sado Business & Nature, em Setúbal. Esta festa é dedicada aos vinhos e espumantes brancos e rosados, vai juntar produtores de várias regiões de Portugal, cervejas artesanais, música ao vivo...


Uma vez mais no lindíssimo Hotel do Sado Business & Nature, com vistas sobre a cidade de Setúbal, Tróia, o rio Sado, toda a zona ribeirinha e a Serra da Arrábida.

Serão provas, de mais de 100 referências, promovendo a troca de conhecimentos, o contacto direto com produtores e enólogos, convidando, este ano, também as cervejas artesanais, dando mais riqueza e uma nova amostra desta cultura que cada vez tem mais seguidores (tudo proporcionado e apoiado pela revista Paixão pelo Vinho).

O branco será a cor oficial da festa e todos os participantes têm de o vestir. Não faltará elegância e muito glamour, entre brindes descontraídos e provas mais sérias.


O evento começa às 17h e prolonga-se até as 23h. Os bilhetes para a Festa Branca - White Wine Party podem ser comprados na Ticketline, on-line e nos locais habituais como Fnac e Worten, e também em Lisboa, por exemplo no El Corte Inglés, Mercado da Ribeira, Agências de Viagens Abreu, Casino de Lisboa e Centro Cultural de Belém.



Mercado Gourmet

Taste of Lisboa

13:26:00

Todos nós gostamos de viajar!
Todos nós gostamos de experimentar comidas tradicionais de cada país!
Todos nós queremos saber e conhecer as melhores, tascas, pastelarias, cafés, padarias... da cidade que visitamos!
Mas é sempre complicado...
A Taste of Lisboa, torna tudo muito mais fácil.




A primeira vez que me deparei com eles, estavam a fazer uma das suas tours por Campo de Ourique. Enquanto almoçava uma sandes no Pigmeu, entram 6 estrangeiros e um guia, que aos quais são servidos petiscos e uma cerveja (portuguesa).
_Fantástico, este é um verdadeiro guia gastronómico!


A Taste of Lisboa, é uma empresa que proporciona tours gastronómicas pelos mais emblemáticos e interessantes locais típicos de Lisboa, proporcionando aos turistas uma experiência única, que de outra forma, muito dificilmente iriam alcançar.


Para além de passeios gastronómicos:
  • Passeio Gastronómico & Cultural Elétrico 28-Campo de Ourique
  • Passeio Gastronómico & Cultural Baixa-Mouraria
Proporciona também cooking classes:
  • Aulas de Cozinha
  • Visita ao Mercado & Aula de Cozinha
Mais uma ideia fantástica, que praticamente todas as capitais no Mundo deviam adaptar.
Porque Portugal tem muito para mostrar e para dar!


TASTE OF LISBOA (Site)
Facebook

Instagram

Em Busca de...

Por onde anda o melhor Pastel de Nata? [ Capitulo XIII ]

16:03:00

Quem seria eu se não fosse a correr atrás do mais recente cartaz dos melhores pasteis de nata eleitos no último Peixe em Lisboa?
E mais grave seria desperdiçar o primeiro pastel a entrar no top 3 abaixo do rio Tejo.
Moita! é o local onde reside o 2º melhor pastel nata (para os que se intitulam verdadeiros críticos de pasteis, mas sem barriga para mostrar)

Pastelaria Fidalgos. Bem no centro da Moita, uma pastelaria tradicional, com produtos tradicionais, decoração também ela bastante tradicional e uma esplanada de luxo, como já não se fazem nos dias de hoje.


Sim, realmente de aparência não é dos melhores que já vimos. E até porque a distinção entre a massa folha e a nata, não é percetível. Mas pela diferença também se ganha, nem que seja com o estilo rústico que se encontra tão em voga nos dias de hoje. 
Ao pagar, apercebo-me que a massa é muito fina e que na primeira dentada, esta vai-se desmoronar-se por completo. Dito e feito! Após a primeira dentada fico na mão com um pastel de nata completamente desfeito com nata a rebentar pelas costuras e massa a entranhar-se para susterem toda aquela dose. 
O sabor da nata é ótimo e o sabor da massa folhada, passa completamente despercebido, fazendo com que a nata reine do inicio ao fim. Assim que termino a vontade de comer outro é imediata, mas rapidamente o remanescente de nata nos dedos deixa-me a pensar duas vezes.
Um pouco de consistência nesta massa não fazia mal a ninguém, e quem sabe um possível 1º lugar no próximo ano.